23 de Setembro de 2019

Notícias

Prefeita Vilma Amorim pede ampliação do sistema de água e esgotamento em Esperantina

A expectativa é que os serviços de distribuição de água e saneamento básico sejam universalizados no município

Buscando a ampliação dos serviços de abastecimento de água e saneamento básico em Esperantina, a prefeita Vilma Amorim solicitou à Agespisa uma série de demandas para sanar as dificuldades da população. Dentre os problemas, está a irregularidade da distribuição de água em alguns bairros, como Bernardo Rêgo, Novo Horizonte e Novo Milênio.

 

Vilma afirma que a expectativa é que os serviços de distribuição de água e saneamento básico sejam universalizados em Esperantina. “Sabemos dos desafios na área de distribuição de água e saneamento básico em nossa cidade e, por isso, solicitei suporte ao Governo do Estado, que prontamente atendeu nosso chamado. Temos muito trabalho pela frente e não vamos medir esforços para ampliar o sistema de água para os esperantinenses”, afirma a prefeita Vilma Amorim.

 

Outra demanda apresentada pela prefeita foi a instalação de hidrômetro na Estação de Tratamento no bairro Alecrim. “No Alecrim, a Estação de Tratamento não tem dado conta. Isso tem levado ao vazamento na rede de esgoto e contaminado o Riacho Alecrim. A gente sabe que Esperantina cresceu muito. Esse crescimento no número de habitantes deve acompanhar a melhoria dos serviços para atender toda à população. A necessidade da água e saneamento são demandas prioritárias nesse contexto”, pontua.

 

Visita técnica

 

Em visita técnica na última sexta-feira (23), o presidente da Agespisa, Genival Sales, esteve acompanhado do deputado Francisco Limma (PT) para conferir de perto o sistema de esgotamento do bairro Alecrim. Além de conferir as obras do sistema de esgotamento sanitário na região da localidade Bebedouro, que estão em ritmo avançado.

 

Genival afirma que a Agespisa está atuando nas reparações de demandas de curto prazo, como em serviços de manutenção e limpeza. Mas que a ideia principal é de realizar um estudo técnico para atingir a universalização do abastecimento de água no município.

 

“Nossa equipe técnica tem dado suporte aos problemas pontuais e está realizando um estudo para universalizar a distribuição de água em Esperantina”, diz.

 

Em julho, a Agespisa inaugurou as novas instalações da sede própria da empresa em Esperantina. A obra foi construída com recursos do Governo do Piauí, no valor de R$ 127,6 mil, e garante melhor atendimento aos clientes e ambiente mais seguro aos servidores. Dentre os serviços oferecidos, destacam-se solicitações de cadastro, de substituição de hidrômetros e ligação de água.

 

A inauguração da sede representa o avanço das ações da empresa, uma vez que alguns bairros não são geridos ainda pela Agespisa, mas pela Prefeitura. “Queremos agradecer ao presidente da Agespisa, Genival Sales, que se dispôs a vir pessoalmente para Esperantina atender às demandas da prefeita Vilma Amorim. A questão da água e esgotamento é de competência do Governo do Estado, mas a prefeita teve papel fundamental na intermediação das melhorias na distribuição de água e saneamento básico no município”, elogia Francisco Limma (PT).